ARTIGOS

Aliança Fnac e Livraria Cultura

flavio-paiva

Apreensivo era como eu vinha me sentindo ao frequentar a Livraria Cultura, ou mesmo apenas ao passar no cruzamento das avenidas Dom Luiz e Virgílio Távora, onde ela está localizada em Fortaleza. Os rumores de que o empreendimento paulistano de atuação nacional estava tendo queda acentuada de receita, e com dificuldade de pagamento de fornecedores, me deixavam receoso de que ...

Leia mais »

Armário Azul

prof-alves

Hoje me encontrei em sono Com o armário dos meus sonhos de infância! Quem nunca os teve não foi criança. O meu era azul, da cor do céu E lá ficavam, Entre pratos de ágata, copos de alumínio, Meus brinquedos que nunca tive A Caloi que meu pai nunca esqueceu O ferrorama, e seu primo o autorama, Do Fittipaldi, com ...

Leia mais »

Júnior e Suelânia

flavio-paiva

As noites de São João sempre inspiraram as artes, a poesia e a literatura pelo encanto vivencial, pela força simbólica e pela expressão concreta dos laços comunitários. São festas associadas à fartura, ao amor, ao calor das fogueiras, às sonoridades enamoradas, à alegria das bandeirolas e ao sabor dos mungunzás, das canjicas e da refrescância dos aluás. Quando realizadas com ...

Leia mais »

Isca na linha do Nego Dito

flavio-paiva

O Brasil tem muitos artistas de grandes singularidades. Na música, nomes como os de Jorge Benjor, Zé Ramalho e Rita Lee significam em si linguagem única de alto valor artístico e estético. Alguns desses criadores de estilos próprios tiveram o cuidado ou a felicidade de preparar pessoas com legitimidade vivencial e qualidade artística para dar sequência às suas obras. Dentre ...

Leia mais »

COMENTÁRIOS SOBRE O POEMA NUM MEIO-DIA DE FIM DE PRIMAVERA

prof-alves

           Esse é, com certeza, o poema mais belo dessa obra de Caeiro. Representa bem seu gosto pelas coisas simples, encontradas sempre na natureza. Assim como sua aversão à Igreja católica, mas seu grande apreço a Deus. Não deus da igreja, mas o Deus humilde e verdadeiro. Seguem alguns comentários.           Este poema pode ser considerado por alguns ...

Leia mais »

Com S ou Z?

gilberto 2016

 com S ou Z? 1978. No brasil desse ano, ainda era grande a insatisfação dos brasileiros, e como já diz o poeta, e agora imortal Belchior, o povo vivia mais angustiado que o goleiro na hora do gol. Por isso a luta da sociedade civil ainda era bastante efervescida e arraigada contra o poder predominante imposto pelas forças armadas. Pois ...

Leia mais »