VOCÊ É FAVORÁVEL À MUDANÇA DA DATA DO BAILE DO DIA 26 DE JULHO?

VOCÊ É FAVORÁVEL À MUDANÇA DA DATA DO BAILE DO DIA 26 DE JULHO?clube recAO LONGO DOS ANOS O RUTILO ESPORTE CLUBE VEM AMARGANDO PREJUÍZOS DO QUE DIZ RESPEITO A REALIZAÇÃO DO BAILE , O REFERIDO BAILE DO DIA 26 . DE TAL FORMA VENHO ESCLARECER E TORNA PÚBLICO AOS SÓCIOS E EM ESPECIAL A SOCIEDADE DE INDEPENDÊNCIA COMO TAMBÉM OS FREQUENTADORES E VISITANTES QUE EM VIRTUDE DE TEMPOS RUINS FINANCEIRAMENTE FALANDO, O R E C DEMOCRATICAMENTE QUER SABER SUA OPINIÃO SOBRE A MUDANÇA DA DATA DO BAILE. TORNANDO UMA DATA MAIS ACESSÍVEL. A MUDANÇA SERIA APENAS A DATA, TODO O GLAMOUR PERMANECERIA. SERIA UMA OPORTUNIDADE DE UNIR E REUNIR OS AMIGOS E CONTERRÂNEOS. PORTANTO AQUI NÓS QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO. VC É FAVORÁVEL À MUDANÇA DA DATA? DÊ SUA OPINIÃO ELA É MUITO IMPORTANTE PRA O SUCESSO E CONTINUAÇÃO DO BAILE. AGRADECE A DIRETORIA DO CLUBE. 26 DE JULHO SERÁ UMA TERÇA-FEIRA.

FONTE: FACEBOOK DE MARCELO RODRIGUES- PRESIDENTE DO REC.

6 Comentários

  1. ANTONIO FURTADO {DEKAÕ]

    bom dia, meu caro marcelo essa já tem proposta, pois é uma festa que naõ perco e´uma festa para rencontrar amigos que moram fora e um momento de bater papo relembrar o passado, mas sou favoravel desde que seja em julho no periodo dos festejos um abraço DEKÃO.

  2. jose Gilberto Ferreira

    De maneira alguma caro Marcelo e diretoria do REC!
    Deus permita que você faça uma boa gestão. Sei que está querendo acertar, mas mudar uma data tradicional como esta, talvez não seja a saída ideal, veja bem é a mesma coisa de tentar mudar a festa da Padroeira de Julho para o mês de Agosto, ou mudar a sua data de aniversário. Não sei qual data nova estão cogitando, mas acho que entre o 17 e o 25 nenhuma é conveniente, tanto eu como você sabe, todas elas já são comprometidas, dividi o povo nesse dia compromete a todo mundo.
    Na minha opinião o que vocês deveriam fazer era: se é por causa da crise financeira, fazer uma festa mais modesta ou simplesmente a não realização nos anos ruins; sei que o clube precisa de e vive de recuso, mas quem sabe se vocês esquecesse o fator lucro desta festa e investisse mais no humano, na solidariedade, transformar a noite em uma festa de comemoração, dá vez e voz aos presentes, dividir a festa em momentos onde cada um que queira possa falar ao público, sobre sua pessoa, dizer quem é, qual família pertence, o que faz, onde vive, pois são essa e outras coisas simples que as pessoas que estão fora querem e precisam nesse momento. Logico que as pessoas locais podem participar desse quadro.
    Se é porque não tem público suficiente, bem talvez haja alguma coisa errada na hora de organizar, de planejar, quem sabe realizar algumas estratégias como forma de incentivar, cativar os nossos conterrâneos a ficarem e participarem com mais gosto. Afinal de conta a festa tradicional do dia 26 de Julho, tem a cara do porronqueiro legitimo e a só ele interessa, então porque não se interessar mas por essa gente.
    Obs: As escolas, a Igreja e outras organizações realizam suas grandes festas com pouco ou recursos, e quando não tem buscam parcerias, não faz vergonha o REC, entrar nessa também. Exemplo recente e que serve como caminho é a festa do Chá da Mulheres que é realizado todos os anos e creio eu que só seja possível porque elas mesmas, juntas e bem organizadas promovem.
    Essa é apenas a minha humilde opinião, um porronqieiro moderno, mas também tradicional.

    • estou certo que as palavras desse menino Gilberto ao qual eu tenho muita admiração é a resposta de muitos sempre que posso visito minha família nesse período de julho e sempre levo meu terninho pensando sempre nessa data. mas vejo que essa é a data mais salgada das festas como fala o Gilberto façamos uma festa um pouca mais humana e fraterna com aquele que visita sua terra natal.

  3. Antonia de Maria de Lacerda

    Bom dia, sou super favorável a mudança da data sim. Geralmente, no dia 26 os visitantes já estão retornando para suas cidades. Não vejo problema nenhum na mudança da data para uma sexta ou um sábado que fique bem no meio dos festejos. Sempre achei esta data inconveniente, hoje em dia são tantas festas que no dia 26 eu já estou na fase de descansar. A mudança da data já é um primeiro passo para outras mudanças, por exemplo: tirar a obrigatoriedade do uso do terno. Uma camisa e um sapato social já deixa o homem bem vestido, basta proibir: Jeans e tênis.
    Outra sugestão: melhorar o serviço de bar, a cerveja quente ninguém merece; agilizar o atendimento nos caixas, ninguém gosta de ficar em fila, e melhorar a qualidade dos salgados, não sei como é feita hoje, mas quem sabe terceirizando o serviço. São simples sugestões, mas o intuito é de melhorar para preservar uma festa tradicional e que, praticamente, participo todo ano e sempre gosto muito. Acredito que a mudança da data já é um grande passo.

    • Impor normas está ultrapassado,quem sabe fazer uma pesquisa de utilidade pública funcionaria a contento.com a opinião da maioria ai sim colocaria em prática.

  4. Francisco Sindoval Felix Viana (Vava)

    Eu concordo plenamente com a sugestão relatada pela Antonia de Maria de Lacerda, sob todos os seus
    ponto de vistas. A festa tradicional do dia 26, realmente poderia vir a se realizar num final de semana ao
    meio da festa e não após sua realização que os visitrantes, em sua maioria, estão se programando para
    o retorno. Muito oportuno esta consulta, parabens Marcelo que faça uma boa administração, você merece.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.Campos obrigatórios são marcados *

*